mobile sex hindi kompoz.me xxx hd video grils hasthmaithun video sunny leone marco banderas big sex videos nesaporn.mobi high heels latex leggins porno hotmoza.tv bf sexy nepali liebelib.net my friend sex xxx sexse vedio hd hot tubenza.com gand bulla sex video muslim girl chuda chudi xx video erodrunks.net bf live sax baf.xxx nimila.net full hd xx video com 3gpsex xxxx com zeloporn.com house cleaning mm son sex cam assporntube.info www indianforc video hd porngalstube.com yoga lesson sex new eroanal.info download big land fucking sex pron viedo eromyporn.info mother2 son xxx video erovoyeurism.info vegasmpegs.com vegasmovs.info
logo

“Casas do Sertão” TALKS ON PHOTOGRAPHY w/ Maristela Ribeiro


“Casas do Sertão” Maristela Ribeiro no Talks on Photography, Teatro Munganga

Algumas vezes o trabalho artístico tem uma repercussão surpreendente. Maristela Ribeiro ficou conhecida no Brasil recentemente através de um projeto aparentemente muito simples, mas que trouxe à tona conteúdos psicológicos complexos relacionados à percepção e ao estar no mundo, demonstrando o poder do relacionamento da arte com a sociedade e o sujeito. “Casas do Sertão” é uma intervenção na comunidade de Morrinhos, em Feira de Santana, município situado no semi-árido baiano onde a artista nasceu. Essa intervenção teve uma grande repercussão na mídia e foi assim que eu conheci o projeto que segue impactando e encantando à todos, especialmente aos moradores da própria Morrinhos.

Eu gostaria aqui de fazer uma citação do filósofo Merleau-Ponty, que se dedicou à arte, à percepção e à constituição de significados na experiência humana. Ele disse, na sua obra “A fenomenologia da percepção”, que “retornar às coisas como elas são é retornar àquele mundo que precede o conhecimento, do qual o conhecimento se ocupa”.

A verdade é que tudo o que sabemos, nós sabemos do mundo que nos rodeia. O mundo é a fonte de todas as nossas relações sociais, políticas e estéticas. Nada vem de nenhum outro lugar, mas do próprio mundo em suas manifestações e da pureza e da essência das coisas em seu existir. A arte nos devolve o mundo não simplesmente da forma que vemos, mas da maneira que reagimos ao que vemos e ao que conhecemos. A arte é uma consequência. Ou seja, a arte é parte do mundo e não aparte dele. Eu acho que, de certa maneira, essa reflexão tem a ver com o trabalho da nossa convidada de hoje.

Neyde Lantyer, 02/08/2015

Comments are closed.