mobile sex hindi kompoz.me xxx hd video grils hasthmaithun video sunny leone marco banderas big sex videos nesaporn.mobi high heels latex leggins porno hotmoza.tv bf sexy nepali liebelib.net my friend sex xxx sexse vedio hd hot tubenza.com gand bulla sex video muslim girl chuda chudi xx video erodrunks.net bf live sax baf.xxx nimila.net full hd xx video com 3gpsex xxxx com zeloporn.com house cleaning mm son sex cam assporntube.info www indianforc video hd porngalstube.com yoga lesson sex new eroanal.info download big land fucking sex pron viedo eromyporn.info mother2 son xxx video erovoyeurism.info vegasmpegs.com vegasmovs.info
logo

Museu do Sertão – Pensamento e Prática

 

MUSEU DO SERTÃO

Neyde Lantyer – Pensamento e Pratica da Arte Atual – Contexto Museal Recente

Imaginar um espaço (simbólico-subjetivo) para conter o universo de onde venho tornou-se um exercício poético ao qual tenho me dedicado desde que iniciei a pesquisa artística “HISTÓRIAS QUE GUARDAMOS” (Lantyer, N. 2015), uma investigação na memória das mulheres silenciadas na minha família materna. Um percurso que partiu dos álbuns de fotografias, confrontou a Guerra de Canudos e, finalmente passou a contemplar o cosmos sertanejo em suas relações complexas entre utopia e opressão, subjetividade e memória histórica.

O Museu do Sertão é um exercício imaginativo de um locus latente-factível-potencial para abrigar o universo sertanejo, um locus de resistência, reunindo tudo o que existe (para que não acabe): o que foi construído, elucubrado e sonhado no sertão, paisagens, ideias existentes e latentes, sonhos, delírios, espaços e tempos, condições climáticas, devaneios e abismos, dimensões filosóficas, fantásticas e transcendentes, o passado histórico e a realidade existencial, como um cosmos vivo, revolto e revolucionário. 

Trata-se de uma utopia de liberdade poética  de resistência  à opressão crônica e às novas formas de fascismo, estruturada sobre duas condições fundamentais: 1 – o prédio contemporâneo monumental, plantado ‘no meio do nada’, com espaços amplos e livres, deixando entrar vegetação e paisagem; 2 – a prática de uma museologia aberta e democrática na qual a sociedade seja sujeito, um museu vivo e em constante transformação em meio à dinâmica regional, através de práticas de participação e representatividade, rompendo hierarquias entre sujeitos e culturas, obras de arte e práticas consideradas não-artísticas, anticolonialista e anti-autoritário.

Situado no campo do sensível, o Museu do Sertão  é anticapitalista, anacrônico e subversivo,  Especialmente no contexto atual, sob um governo fascista, que odeia o Sertão e deseja suprimi-lo, ele não pode existir porque o sertão não existe na hierarquia das estruturas autoritárias coloniais e patriarcais, cronicamente ali praticadas, e dessa forma, um projeto impregnado da sua própria impossibilidade.

O MUSEU CONTEMPORÂNEO

“O museu contemporâneo é um agente histórico de transformação na sua dimensão antimercado e anticapitalista. Desenvolve-se,  como lugar de contaminação, num horizonte não-cronológico, contendo a possibilidade de realizar múltiplos cruzamentos, sínteses, colagens e junções _Claire Bishop

Comments are closed.